quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Poética 18





minhas mágoas
quando líquidas
se desmancham
nas águas
         do Mar

quando sólidas
se dissolvem
como éter
na atmosfera
            no Ar

artur gomes

Nenhum comentário:

Postar um comentário